Conheça Alcântara (MA) e faça uma viagem no tempo inesquecível

9 minutos para ler

Você já ouviu falar em Alcântara (MA)? Essa pequena cidade é uma inesgotável fonte de cultura e conhecimento. Localizado na região metropolitana de São Luís, capital do estado do Maranhão, o município é perfeito para quem gosta de conhecer mais sobre o Brasil e sobre os primeiros habitantes a povoar a nossa terra.

Com arquitetura predominantemente colonial e um charme muito bucólico, Alcântara é também uma cidade incrível para passeios a dois ou em família. Não é à toa que lá é possível ter uma experiência inesquecível. Logo, o local deve entrar no roteiro de qualquer pessoa que ame viajar e conhecer novas culturas.

Está planejando uma viagem pelo nordeste? Então, que tal conhecer um pouco mais sobre o município de Alcântara? Embarque com a gente nessa aventura e confira um pouco mais sobre a história, as atrações turísticas, as praias e as particularidades dessa cidadezinha tão peculiar. Boa leitura!

Qual é a história da cidade de Alcântara (MA)?

Apesar de ter uma população de apenas 20 mil habitantes, Alcântara não é uma cidade nova — sendo, inclusive, mais antiga que a própria capital maranhense, São Luís. É impossível dizer quando o município começou a se formar de fato, mas se sabe que, em 1612, os índios tupinambás já moravam na região, numa aldeia chamada Tapuitapera.

Nessa época, os franceses dominaram a área e ficaram por alguns anos, até o momento em que os portugueses chegaram para começar o processo de colonização e os expulsaram de lá. Os índios também foram expulsos e assassinados, para garantir o domínio total da terra aos colonizadores.

Ela foi rebatizada de aldeia São Matias de Tapuitapera, em 1622. Em 1648, ganhou o título de vila, sendo chamada de vila Santo Antônio de Alcântara, capital da capitania do Cumã. A cidade teve, ainda, uma grande importância comercial e cultural durante o período colonial, o que deixou marcas profundas em sua estética e em sua arquitetura até os dias atuais.

Quais são os principais aspectos culturais da região?

A cultura de Alcântara (MA) é uma mescla perfeita de costumes da cidade grande com o velho e bom charme interiorano. Além disso, a cidadezinha carrega em si um pouco das características de diversas regiões maranhenses, graças à sua localização privilegiada no mapa do estado.

Os principais aspectos culturais da cidade incluem a riqueza em áreas como as seguintes:

  • festividades;
  • religiosidades;
  • gastronomia;
  • artes plásticas;
  • artesanato;
  • danças;
  • teatros.

No quesito gastronomia, a dica é provar a deliciosa queijadinha de coco, que é comercializada em algumas portinhas. Esse doce de dar água na boca serve como sobremesa ou lanche da tarde. Logo, quem passa por Alcântara (MA) não pode deixar de degustar essa iguaria.

Vale lembrar, também, que a tradição folclórica é fortíssima na cidade. Portanto, os turistas que estão por lá têm a chance de curtir uma boa e típica festa brasileira, regada a música e dança, além da culinária inigualável. Que tal?

Quais são os principais pontos turísticos da cidade?

Agora que já vimos um pouco sobre a rica história de Alcântara e conhecemos alguns de seus principais aspectos culturais, que tal ficarmos por dentro dos pontos turísticos mais conhecidos? Confira, a seguir, uma lista de locais e passeios imperdíveis nessa bela cidade!

Ladeira do Jacaré

A ladeira do Jacaré fica em frente ao porto que leva o mesmo nome. Ao caminhar por suas calçadas feitas com pedras coloniais, é possível observar a paisagem composta por telhados, e avistar, ainda, a belíssima Ilha do Livramento — com praia deserta, cujo acesso é garantido por barco.

Pelourinho

Ainda no período colonial, em 1648, o Pelourinho foi erguido na praça principal: um monumento de pedra de lioz vinda de Portugal para representar a autonomia municipal e o poder que a Colônia exercia sobre o povo, principalmente sobre os escravos negros. Hoje, é um marco histórico que representa a exploração da colônia e a luta e resistência da escravidão.

Igreja Matriz de São Matias

Na praça do Pelourinho estão apenas as ruínas da Igreja Matriz de São Matias. Também construída em 1648, a antiga missão jesuíta, hoje, tem a função de ser cartão-postal da cidade e ponto de visitação. Não se sabe o motivo pelo qual só restaram ruínas, mas o fato é que a igreja acompanhou o declínio da cidade no fim do período da escravidão.

Igreja Nossa Senhora do Carmo

Um pouco mais velha que a Igreja de São Matias, a Igreja Nossa Senhora do Carmo foi construída entre 1645 e 1661, e se mantém em pé e em funcionamento até hoje. Possui uma arquitetura em estilo barroco joanino, sendo a única do Maranhão assim. Por dentro, há esculturas em mármore no estilo rococó, painéis de azulejos portugueses, entre outros detalhes.

Museu Histórico de Alcântara

O Museu Histórico de Alcântara fica em um antigo casarão colonial, com grande influência portuguesa na arquitetura de azulejos azuis. Lá, são expostos utensílios, objetos, móveis, entre outras coisas da época do Brasil Colônia, como a louça usada antigamente. Com uma riqueza de detalhes, o passeio é guiado por um funcionário que explica toda a história do casarão.

Base de lançamento de foguetes e Casa de Cultura Aeroespacial

Por mais inacreditável que seja, a pequena cidade possui uma base de lançamento de foguetes, o Centro de Lançamento de Alcântara, fundado em 1983. No entanto, nenhum satélite ou foguete foi lançado desde a sua inauguração. A Base não é aberta para visitação, mas há a Casa de Cultura Aeroespacial, um museu militar, com maquetes e modelos de foguete para conhecer.

Igreja Nossa Senhora do Rosário dos Pretos

Bem menor e mais simples que as outras, essa igrejinha foi fundada para os negros — tendo o São Benedito como santo. A missa começava depois e terminava antes das celebrações de outras igrejas, pois os escravos tinham que acompanhar os seus senhores ao entrar e ao sair. A entrada é gratuita e vale a pena a visita.

Capela de Nossa Senhora do Desterro

O local é parada obrigatória dos turistas que visitam a cidade por proporcionar uma vista deslumbrante para o mar. Lá, há dois sinos, e vale até tocar o que está junto à mureta para fazer um pedido — pelo menos, é assim que manda a tradição. No mesmo beco, está o restaurante Cantaria, um bom lugar para almoçar.

Quais praias visitar no município?

Não dá para visitar Alcântara (MA) e deixar de conhecer as lindas praias da região. Porém, esqueça as águas cristalinas e o azul caribenho do mar. O litoral da cidade é para quem deseja tranquilidade e contato direto com a natureza. Veja quais são os locais que não podem ficar de fora do roteiro!

Praia da Baronesa

É possível chegar até a Praia da Baronesa em poucos minutos, partindo do Centro Histórico a pé. Por isso, ela é a mais movimentada do município.

Itatinga

Atravessando a Praia da Baronesa de canoa, chegamos a Itatinga. O local é menos movimentado e sua paisagem é deslumbrante.

Ilha do Livramento

Para quem curte águas calmas e trilhas na mata, o lugar certo é a Ilha do Livramento. No fim da tarde, é possível ver voo dos guarás — um espetáculo da natureza inigualável. A travessia ocorre a partir do Porto do Jacaré.

Ilha do Cajual

A Ilha do Cajual é um local único e surpreendente. Lá, existe um importante sítio arqueológico, onde foram descobertos fósseis de dinossauros.

Como chegar e onde se hospedar em Alcântara?

A cidade de Alcântara é, felizmente, bem localizada. Ela está na região metropolitana de São Luís e, por isso, é de fácil acesso a partir de várias regiões do estado. Da capital, o melhor caminho é pela água, de catamarã ou de ferry boat. As embarcações partem do cais da Praia Grande e levam, em média, uma hora e meia para chegar ao destino.

Existem quatro ou cinco barcos diários entre São Luís e Alcântara e eles costumam partir da capital pela manhã e retornar à tarde. Aliás, esses meios de transporte tornam a viagem muito mais simples, principalmente por saírem da capital.

A dúvida de muitas pessoas é se vale a pena fazer um bate volta até a cidade ou se o ideal é se hospedar por lá. Embora grande parte dos turistas vai e volta no mesmo dia, quem deseja aproveitar com tranquilidade as paisagens diurnas e noturnas de Alcântara (MA) deve dormir uma noite no local.

É quando o sol baixa que a pequena população sai às ruas e os guarás revoam na praia, formando um espetáculo da natureza magnífico. Depois de um curto período de movimento, a cidade volta a ficar silenciosa sob a luz do luar, e suas ruínas iluminadas passam a ser o grande atrativo, tal como durante o dia.

Por conta da proximidade com cidades importantes da região, é muito fácil encontrar boas hospedagens em Alcântara ou em municípios vizinhos, com acesso facilitado. Portanto, se você puder passar a noite por lá, não hesite em fazer isso, mas, se não der, vale também o bate volta.

Agora que você já conhece um pouco mais sobre a cidade de Alcântara (MA), que tal conferir de perto todas as belezas e peculiaridades dessa região? Passear pelas ruas desse município é fazer uma verdadeira viagem no tempo e entrar em contato com um Brasil ainda pouco conhecido. E então, está esperando o que para incluí-la já em seu próximo roteiro de viagem?

Gostaria de conhecer mais uma incrível cidadezinha do Maranhão e ter uma experiência de viagem inigualável? Confira, agora mesmo, nosso artigo especial sobre Santo Amaro e fique por dentro das belezas desse município, uma verdadeira joia da região!

Você também pode gostar

Deixe um comentário