O que você precisa saber sobre a Rota do Cavalo Marinho em Barra Grande? - Blog Rota das Emoções: O melhor sobre a Rota das Emoções
O que você precisa saber sobre a Rota do Cavalo Marinho em Barra Grande?

Um verdadeiro ponto de encontro para quem busca beleza natural, diversidade e preservação ambiental, a Praia de Barra Grande tem atraído turistas de todo o Brasil e também de várias partes do mundo.

Se a região é conhecida pelo seu visual estonteante e pelo cenário de ventos propício para a prática do Kitesurf, saiba que há muito mais para explorar por lá!

Uma dessas opções para conhecer mais a fundo a cidade de Cajueiro da Praia é a Rota do Cavalo Marinho em Barra Grande. Um passeio completo que une sustentabilidade e educação ambiental e é uma ótima opção para toda a família. A seguir, vamos nos aprofundar nesse roteiro, explicando tudo o que você precisa saber antes de partir para esse tesouro da Rota das Emoções. Vamos lá?

Onde acontece a Rota do Cavalo Marinho?

A Rota do Cavalo Marinho está no roteiro turístico da Praia de Barra Grande, que se encontra na cidade de Cajueiro da Praia, litoral piauiense (cerca de 70 quilômetros de Parnaíba). A cidade recebeu, inclusive, diversos melhoramentos de infraestrutura, como asfaltamento das vias de entrada, um terminal turístico e reforços de segurança nos últimos anos.

Em Barra Grande, não faltam ótimas opções para estadia. São pousadas e hostels que se multiplicam ano a ano, melhorando cada vez mais os serviços. O roteiro do passeio se dá em dos braços do Rio Camurupim.

Mas vamos entrar em mais detalhes a seguir, ok?

Como é o passeio pela Rota do Cavalo Marinho em Barra Grande?

O passeio se inicia com um transfer até a Gamboa, canal por onde a maré penetra e escoa durante suas variações de preamar e baixa-mar, onde há uam espécie de porto natural, cercado de vegetação e praias de água doce.

De lá em diante, os visitantes pegam um barco e na companhia dos guias nativos, recebem dicas e informações preciosas sobre cada detalhe do roteiro.

No rio, o trajeto tem cerca de três quilômetros e passa por manguezais até a Ilha do Cavalo Marinho. No caminho, pelas características do rio, é possível ver diversas ilhotas de manguezais, o habitat propício para os cavalos marinhos. Ali, os guias mergulham e trazem de volta para observação alguns exemplares desse curioso animal.

Nesse momento é possível vê-los bem de perto, enquanto os guias revelam curiosidades como as peculiaridades entre as diferentes espécies e as principais distinções entre as fêmeas e os machos. A parte histórica não fica para trás! Os guias têm muitas boas histórias sobre o desenvolvimento da região e contam que até mesmo antigos pescadores usavam os cavalos marinhos para fins medicinais.

A rota segue pelos igarapés até a parada nos bancos de areias, quando é possível se deliciar nas águas frescas do rio, contrastando com o clima quente da região. Ninguém é maluco de recusar, não é mesmo? Por fim, o caminho de volta é feito a beira-mar em uma charrete, trazendo um contato íntimo com a praia e um modo de vida ancestral.

No total, a Rota do Cavalo Marinho em Barra Grande dura cerca de duas horas, podendo variar um pouco para mais ou para menos.

Quais animais podem ser avistados no passeio?

Claro, os cavalos marinhos são os maiores destaques por conta de sua abundância na região. É comum encontrar grupos de estudantes fazendo pesquisas por lá e os guias são essenciais nessa aventura.

Sobre os cavalos marinhos, é possível enxergar a olho nu a bolsa incubadora abaixo do abdômen que diferencia o macho da fêmea. Por sinal, é o macho que carrega a bolsa, e a fêmea deposita seus ovos lá. Depois de 21 dias, dependendo do tamanho do animal, o cavalo marinho macho libera entre 500 e 1000 novos cavalos marinhos na natureza.

Por conta dos inúmeros manguezais ao longo do rio, outro animal que fez de lá sua residência é o caranguejo — em duas espécies, o caranguejo uçá e o caranguejo gatinha. O peixe-boi não fica de fora, e sua presença é tão marcante que ele divide as chaves da região com o cavalo marinho.

Durante a rota, outras presenças incríveis são as garças azuis e o maçarico de bico torto, que por lá é conhecido como pirão gordo. E essa ave gosta mesmo do litoral do Piauí. Estima-se que o maçarico de bico torto voe mais de 30 mil quilômetros fugindo do frio da América do Norte — especialmente do Canadá e dos Estados Unidos — em busca de aconchego. Em Barra Grande, os manguezais são o espaço propício para que  ele se alimente com facilidade e possa acasalar em segurança.

Outro atrativo animal e muito curioso é a tarioba, um molusco da família das ostras e do sururu que, ao se sentir ameaçado, se esconde na areia, e se ingerir um grãozinho sequer, ele se transformará em uma pérola. Acredita?

Sabia que Barra Grande é parte da Rota das Emoções?

A Praia de Barra Grande, um antigo vilarejo de pescadores, hoje é um tesouro ainda sendo descoberto e uma tendência no turismo nacional. Conhecer a região é praticamente uma parada obrigatória para quem faz a Rota das Emoções.

Ao lado da Jericoacoara e dos Lençóis Maranhenses, Barra Grande se posiciona como um destino para o ano inteiro. Por lá, literalmente, não há tempo ruim.

Com um sol que reflete uma paleta de cores, mar tranquilo e diversidade na natureza, Barra Grande não fica para trás com ótimos bares e restaurantes, quiosques e noites com música ao vivo num luar inesquecível. Na hospedagem, há opções que vão das simples e eficientes até as mais sofisticadas. Preço não é problema.

Cajueiro da Praia é perfeita para quem busca uma combinação entre contato com a natureza e novas experiências. São poucos os lugares que aliam sustentabilidade e educação ambiental tão bem. Alguns dias de descanso em Barra Grande são o suficiente para revitalizar qualquer um.

E você, se ficou curioso e encantado com os atrativos turísticos da região, e principalmente com a Rota do Cavalo Marinho em Barra Grande, não perca mais tempo e entre em contato com nossos parceiros agora mesmo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Share This