6 dicas para montar um roteiro no Delta do Parnaíba

6 dicas para montar um roteiro no Delta do Parnaíba
11 minutos para ler

Criar um roteiro para o Delta do Parnaíba é uma excelente maneira de aproveitar ao máximo a sua viagem para esse lugar incrível!

Juntamente com a praia de Jericoacoara, no Ceará, e com os Lençóis Maranhenses, no Maranhão, o Delta do Parnaíba, que fica no Ceará, faz parte da Rota das Emoções.

Caso você ainda não saiba, a Rota das Emoções é um roteiro de viagens criado por empresários da região e institucionalizado pelo SEBRAE, em 2005, com o propósito de incentivar o turismo nesses espaços.

Especificamente sobre o Delta do Parnaíba, que também é conhecido como Delta das Américas, o turista que viaja para lá encontra um arquipélago composto por mais de 70 ilhas, em uma extensão total de 2.700 km².

O local é considerado o terceiro maior delta do mundo, atrás apenas do Rio Nilo, no Egito, e do Rio Mekong, que fica no Sudeste Asiático.

Quanto aos passeios, não faltam possibilidades! É possível, por exemplo, explorar as suas cinco barras, passear de caiaque ou stand up paddle e, claro, se deliciar com comidas típicas da região.

Mas a melhor forma de conseguir fazer tudo isso e curtir ao máximo o local é montando um bom roteiro para o Delta do Parnaíba. Como fazer isso? Continue a leitura deste artigo e veja como!

Como montar um roteiro para o Delta do Parnaíba? 6 passos!

Como montar um roteiro para o Delta do Parnaíba? 6 passos!

Para montar um roteiro para o Delta do Parnaíba perfeito, nossa dica é que você siga estes seis passos:

  1. Determine qual é o seu orçamento
  2. Defina a data e o período da sua viagem
  3. Escolha o meio de transporte
  4. Encontre o local para se hospedar
  5. Pense nos passeios que deseja fazer
  6. Se atente à parte burocrática e outros detalhes

1. Determine qual é o seu orçamento

O primeiro passo para qualquer viagem é definir qual será o seu orçamento. Por isso, para o roteiro para o Delta do Parnaíba, esse processo não seria diferente.

Esse primeiro passo é importante porque, será com base nessa definição que você terá parâmetros para determinar as etapas seguintes, ou seja, quanto tempo poderá ficar viajando, que tipo de transporte e de hospedagem poderá ter etc.

Aqui, é preciso considerar também os demais custos, tais como a contratação de passeios, as refeições e, por que não, alguns mimos e lembranças que comprará durante a sua estadia no local.

Não deixe de separar um valor extra, que poderá ser usado em casos de emergência (por exemplo, comprar um medicamento inesperado), ou para tornar a sua viagem ainda mais interessante, como alugar um carro para explorar por conta própria diferentes regiões.

Uma dica bem importante sobre esse tema é lembrar que o orçamento deve contemplar as quantias em dinheiro que você pretende levar, e também os valores disponíveis em cartões de crédito e de débito.

Ou seja, a estimativa de investimento deve considerar a soma de todos esses meios, salientando também que é sempre interessante dispor de mais de um método de pagamento durante as viagens. 

Isso dará muito mais segurança e tranquilidade para curtir tudo sem qualquer problema de origem financeira.  

2. Defina a data e o período da sua viagem

Com o orçamento bem definido, o próximo passo para a montagem de um roteiro para o Delta do Parnaíba é escolher a data da sua viagem e determinar quanto tempo ela vai durar.

Como costuma ser padrão no setor de turismo, feriados prolongados, época de férias escolares e festas de final de ano, tendem a ter custos mais elevados.

Devido à alta procura nessas datas, também pode ser um pouco mais difícil conseguir reserva em hotéis e voos, necessitando que esses agendamentos sejam feitos com uma boa antecedência.

Para o Delta do Parnaíba, especificamente, o ano inteiro pode ser bem aproveitado. Durante o inverno, as temperaturas costumam ficar acima dos 20º, e no verão passam facilmente dos 30º.

Entretanto, os meses mais interessantes para visitação são entre abril e novembro, sendo setembro, outubro e novembro os mais tranquilos no que se refere à quantidade de turistas na região. 

Mas não se preocupe: a Rota das Emoções é um destino incrível durante todo o ano: cada estação tem sua beleza e seus atrativos!

Um dos principais motivos que tornam esses meses bastante indicados é que esse período é a temporada das secas. De junho a dezembro , por exemplo, o risco de chuva é, praticamente, zero.

Ou seja, você terá a garantia que conseguirá fazer todos os passeios que deseja sem precisar se preocupar com a meteorologia.

3. Escolha o meio de transporte

Escolha o meio de transporte

Uma definição que não pode faltar no seu roteiro para o Delta do Parnaíba é qual meio de transporte usará para chegar até a região.

O principal ponto de partida para o Delta é o Porto dos Tatus, que fica na Ilha Grande, no Piauí, a aproximadamente 11 quilômetros de Parnaíba. E para chegar até o Piauí, você tem três opções: ir de avião, ônibus, ou de carro.

Avião

Com dois aeroportos — Aeroporto Senador Petrônio Portella, em Teresina, e o Aeroporto Internacional de Parnaíba — é possível encontrar voos sem escalas ou com escalas, dependendo do seu ponto de origem.

Quanto ao tempo da viagem aérea, esse pode variar entre 3 a 6 horas, de acordo com as escalas e tempo de parada em cada uma delas. 

Ônibus

A viagem de ônibus para Delta do Parnaíba é indicada para quem está mais perto do Piaui, ou para pessoas que estão sem pressa de chegar ao destino e querem curtir a experiência de um trajeto rodoviário.

Se optar por esse meio de transporte, saiba que a região conta com duas rodoviárias próximas, a Rodoviária de Luís Correia e a Rodoviária de Parnaíba.

Carro 

Para quem curte “pegar a estrada” dirigindo, ir de carro para Parnaíba pode ser uma excelente opção. 

Para chegar ao local, é possível utilizar a BR-101, a BR-402 para quem sai do Ceará, ou a  BR-116 para quem está saindo do sudeste em direção ao nordeste. 

Com esse meio de transporte, você deve chegar até o Porto dos Tatus e, de lá, fazer os passeios escolhidos.

4. Encontre o local para se hospedar

Mas antes de definir quais serão esses passeios, o seu roteiro para o Delta do Parnaíba precisa ter o lugar onde você vai se hospedar, concorda? Afinal, é preciso ter um ambiente seguro para deixar a sua bagagem e para descansar após retornar de um dia de lazer incrível!

Há duas cidades-base que contam com ótimas opções de hospedagem para você, seus familiares e amigos, que são Parnaíba e Luís Correia, Outra alternativa, também próxima dos principais passeios, é a Barra Grande.

Nessas três cidades é possível encontrar pousadas tanto rústicas quanto mais modernas, com opções de café da manhã, estacionamento, piscina, entre outros recursos, dependendo de qual for a escolhida.

5. Pense nos passeios que deseja fazer

Agora, sim, o sexto passo para montar o seu roteiro para o Delta do Parnaíba é escolher quais passeios fará quando estiver por lá.

A ideia aqui é aproveitar o máximo possível a sua estadia, conhecendo os lugares mais interessantes e bonitos da região.

E como dissemos no início deste artigo, opções de passeio não faltam. Confira algumas das diversas opções:

City Tour Parnaíba

O City Tour Parnaíba é perfeito para quem curte história e arte. Se esse é o seu caso, nesse passeio você conhecerá todas as riquezas culturais da região, incluindo locais como:

  • Museu do Mar
  • Museu do Trem;
  • Igreja Santo Antônio;
  • Praça Santo Antônio;
  • Cajueiro Humberto de Campos;
  • Praça da Graça;
  • Igreja da Matriz – Nossa Senhora da Graça;
  • Igreja do Rosário;
  • Casarão da Família Dias da Silva;
  • Casa Inglesa;
  • Casarão de Dona Auta;
  • Casarão de Azulejos;
  • Porto das Barcas

Explorar as Barras do Delta

O Delta do Parnaíba conta com cinco barras, isso quer dizer, saídas do Rio Parnaíba rumo ao mar. São elas:

  • Barra de Igaraçu;
  • Barra das Canárias;
  • Barra do Caju;
  • Barra da Melancieira;
  • Barra do Tutoia.

Esses locais são verdadeiros paraísos ecológicos, onde é possível fazer passeios de lancha e conhecer diferentes espécies de vida marinha e terrestre.

Caiaque e/ou stand up paddle no Rio Igaraçu

Seu roteiro para o Delta do Parnaíba também pode incluir um lindo passeio de caiaque ou de stand up paddle pelo Rio Igaraçu. 

No local, você terá a chance de contemplar a beleza sem igual dos igarapés piauienses (curso d’água amazônico), e diferentes espécies de mamíferos, répteis e aves que habitam a região.

Quadriciclo na Lagoa do Portinho

Está a fim de um momento um pouco mais “radical”? Então inclua no seu roteiro para o Delta do Parnaíba um tour de quadriciclo na Lagoa do Portinho, nos Lençóis Maranhenses. Ao final, ainda é possível dar um delicioso mergulho nas águas frescas da lagoa.

Ecoturismo no Delta Canárias

Se você curte ecoturismo, Delta Canárias é perfeito para você. A bordo de uma lancha, poderá contornar o grandioso labirinto das ilhas do Delta do Parnaíba, explorar praias desertas, dunas, mangues e muito mais.

No geral, esse passeio dura cerca de quatro horas e contempla o Rio Parnaíba, a praia dos Poldros, a Baía das Canárias, o igarapé dos Periquitos e as dunas do Morro Branco.

Se quiser, também pode conhecer a Delta Canárias fazendo um passeio de caiaque, canoa, kitesurf, ou com caminhadas.

Delta do Parnaíba Safári

Um dos pontos altos do passeio Delta do Parnaíba Safári é a chamada “cata do caranguejo”. Na ocasião, o piloto-guia que está conduzindo os turistas apresenta toda a riqueza dos manguezais da região.

Outras atrações desse passeio são: as dunas da Ilha Grande de Santa Izabel, o igarapé dos Poldros e a de Canárias, e as dunas do Feijão Bravo, com sua praia de rio e praia oceânica.

Revoada dos Guarás

Quer presenciar um verdadeiro espetáculo da natureza? Então inclua no seu roteiro para o Delta do Parnaíba assistir a revoada dos guarás.

O fenômeno acontece ao pôr do sol, momento em que os guarás e os biguás voam em direção a uma ilhota que fica no meio do rio para passarem a noite protegidos da ação de predadores. 

6. Se atente à parte burocrática e outros detalhes

E para fechar a elaboração do seu roteiro para Delta do Parnaíba com chave de ouro, não deixe de considerar algumas questões burocráticas que costumam ser inerentes a diversos destinos.

Estamos falando, por exemplo, sobre:

  • considerar fazer um seguro viagem;
  • verificar a necessidade de comprovar a vacinação,  (especialmente a contra a Covid-19;
  • separar toda a documentação necessária, principalmente se estiver viajando com crianças, entre outros pontos relacionados.

O que mais você precisa saber sobre o Delta do Parnaíba?

O que mais você precisa saber sobre o Delta do Parnaíba?

Geralmente, hotéis e pousadas incluem em seus pacotes apenas o café da manhã. A ideia é justamente você sair para explorar ao máximo a região, mas, obviamente, precisará de lugares para se alimentar durante o dia, certo?

O nordeste brasileiro tem forte influência da cultura indígena e africana, e isso reflete nos seus costumes, hábitos, artesanato e, claro, culinária, que também leva uma “pitada” bem brasileira.

No Delta do Parnaíba, por exemplo, é fácil encontrar pratos feitos à base de carne de sol, frutos de mar, peixes, além de muito caranguejo, torresmo e baião de dois.

Entre as opções de frutas, o caju é a que mais se destaca, sendo utilizada para confecção de doces, sucos, sorvetes e bebidas como a cajuína.

Como a ECO Adventure pode ajudar você nessa viagem?

Mas além de seguir esse passo a passo de como montar um roteiro para o Delta de Parnaíba perfeito, você também pode (e deve) contar com o apoio de uma agência de turismo especializada nesse destino.

A ECO Adventure vai ajudar você na hora de escolher a melhor hospedagem, meio de transporte, pacote de passeios e muito mais!

Somos especialistas na Rota das Emoções e em turismo de aventura. Por isso, você pode contar conosco em todas as etapas da sua viagem.

Quer mais detalhes? Então entre em contato agora mesmo e confira!

Você também pode gostar

Deixe um comentário