Você já ouviu falar sobre o passeio de fat bike?

4 minutos para ler

Para desfrutar das belas paisagens do nordeste, visitantes de todo o mundo fazem trilhas a pé, andam de buggy ou quadriciclo pela areia, praticam esportes na água, conhecem áreas exuberantes de barco e por aí vai. Que tal, além disso, realizar o passeio de fat bike? Já ouviu falar nele?

Como o próprio nome sugere, fat bike é um modelo de bicicleta que tem os pneus mais largos. Desse modo, o turista pode percorrer regiões com mais estabilidade e apreciar a incrível vista que só o litoral nordestino tem a oferecer. Assim, a viagem torna-se ainda mais enriquecedora.

Neste post, saiba mais sobre o passeio de fat bike, onde e como realizá-lo!

O que é o passeio de fat bike?

O passeio de fat bike é um jeito divertido e único de conhecer as belezas naturais de uma região. Ele é feito com uma espécie de mountain bike, porém, com pneus bastante largos — em geral, entre 3,8 e 5 polegadas. Assim, é possível deslocar-se pelas áreas mais difíceis, como areia, dunas, pedras e estradas de terra.

Essa bicicleta especial garante estabilidade ao pedalar, não é à toa que está se tornando tendência entre os turistas que amam apreciar a natureza. Ela é perfeita para realizar passeios onde os quadriciclos, 4×4 e os buggies não podem percorrer. A critério do visitante, as trilhas são predefinidas ou personalizadas.

Para fazer o passeio de fat bike, é importante utilizar o kit de segurança, ou seja, capacete, roupas leves — de preferência, com proteção UV —, manguito, luvas, protetor solar, óculos escuros e tênis confortável. E não se esqueça, é claro, de se hidratar bastante para repor as energias perdidas, combinado?

Onde e como realizar esse tipo de passeio?

Devido a características naturais únicas e surpreendentes, algumas regiões são propícias para o passeio de fat bike. Entre elas, vale mencionar Jericoacoara (Ceará) e Barra Grande (Piauí), ambas inseridas no roteiro da Rota das Emoções, área litorânea do nordeste brasileiro formada por paisagens exuberantes.

Em Jeri, você pode conhecer o belíssimo Parque Nacional de Jericoacoara de fat bike, o que acha? Não deixe de passear pelo Morro do Serrote, pela Pedra Furada e pelo Farol, o ponto mais alto do litoral cearense. Se preferir, alugue as bicicletas elétricas, pois elas proporcionam mais conforto ao realizar as travessias.

Já em Barra Grande, é possível pedalar pelas areias claras e apreciar o mar e a rica natureza daquela região, além de sentir a brisa que acalma e renova as energias. A dica é partir do local em direção ao Cajueiro da Praia ou, ainda, ir até os rios Timonha ou Camurupim, até mesmo chegar à estonteante praia de Macapá, usando um barco pra atravessar a foz.

A Rota Combo, filial Barra Grande, especializadas no turismo pela região da Rota das Emoções auxiliam os visitantes no aluguel de fat bike. Você pode utilizar a bicicleta pelo período de um passeio pré-definido ou locá-la durante todo o dia, a fim de contemplar a paisagem do jeito que desejar. Sem dúvida, essa opção vai tornar a sua experiência muito mais enriquecedora.

Além do passeio de fat bike, Jericoacoara e Barra Grande oferecem uma série de atrativos que encanta turistas de todo o mundo, como excursão de buggy, barco ou até mesmo a cavalo, esportes aquáticos (kitesurf, windsurf, stand up), entre outros. Isso sem falar na culinária peculiar, de dar água na boca. E então, está esperando o que para inclui-las no roteiro de sua próxima viagem?

Gostou de saber sobre o passeio de fat bike? Será que seus amigos já o conhecem? Compartilhe este conteúdo para que, assim como você, eles possam curtir as belezas naturais do litoral nordestino sobre duas rodas!

Você também pode gostar

Deixe um comentário