Kitesurf na rota das emoções: conheça os principais destinos!

4 minutos para ler
Powered by Rock Convert

Ceará, Piauí e Maranhão são três estados nordestinos conhecidos pelas boas condições de vento para a prática de esportes náuticos. Os picos reúnem boa estrutura turística para receber os atletas, com excelentes hospedagens e pratos regionais e internacionais. Quem deseja praticar kitesurf na Rota das Emoções não pode perder este conteúdo. Entenda mais sobre esse roteiro e conheça spots incríveis para o esporte.

A Rota das Emoções existe há 22 anos e tornou-se referência no turismo nacional: foi eleita pelo Ministério do Turismo como o melhor roteiro turístico do país. A natureza preservada e a excentricidade da região Nordeste tornam o lugar único no mundo. A vila de Jericoacoara, o Delta das Américas e os Lençóis Maranhenses são os seus grandes destaques, mas há um fator que movimenta bastante o turismo na região durante o segundo semestre: o vento. 

Já imaginou conhecer a Rota das Emoções velejando? Então continue a leitura e aproveite!

1. Barrinha – Ceará

Essa praia fica no município de Acaraú, a 236 quilômetros da capital Fortaleza. É uma cidade tranquila, com estilo rústico e povo acolhedor. As belezas naturais, como praias e lagoas, são o seu grande atrativo. Há boas opções de hospedagem e saborosa gastronomia. A Barrinha é muito procurada por iniciantes do kitesurf devido à tranquilidade das ondas.

2. Preá – Ceará

Um paraíso pertinho da Barrinha e de Jeri, com extensa faixa de areia branca, coqueiros, água morna e muito vento! Localizada no município de Cruz — a 245 quilômetros de Fortaleza —, a Praia do Preá é o lugar ideal para quem gosta de natureza e conforto. A cidade, Cruz, tem aeroporto próprio, facilitando o acesso para turistas de regiões mais afastadas do Nordeste e até de outros países.

O destino reúne diferentes tipos de hospedagem, como pousadas, hostels e hotéis de charme. Na gastronomia, o turista pode escolher entre as barracas de praia, restaurantes conceituados e alternativos. Até quem ainda não é experiente no esporte vai gostar do lugar devido à quantidade de escolas de kitesurf. Para passear, você pode escolher entre os principais atrativos: Lagoa Azul, Lagoa do Paraíso e Buraco Azul.

Powered by Rock Convert

3. Jericoacoara – Ceará

Jericoacoara é um destino conhecido mundialmente. A vida simples na vila de pescadores, onde as ruas são de areia e a iluminação vem das casas e comércios, atrai muitos turistas que buscam descanso e belas paisagens. A praia, as lagoas, a Duna do Pôr do Sol e a Pedra Furada, somadas aos diversos restaurantes e tipos de hospedagem, são capazes de encantar qualquer turista, principalmente os amantes do kitesurf.

As escolas e lojas especializadas no esporte fazem do local um verdadeiro spot, criando amizades e prestando toda a assistência necessária para você velejar com segurança e tranquilidade.

4. Barra Grande – Piauí

O Piauí é dono do menor litoral brasileiro, mas isso não significa que o estado deixa a desejar no turismo. A praia de Barra Grande, localizada no município de Cajueiro da Praia, a 400 quilômetros de distância da Capital Teresina, é exemplo disso: um paraíso quase intocado, muito conhecido como “a Jericoacoara do passado”.

O kitesurf é uma das atividades que mais movimenta o turismo local, com restaurantes, pousadas e escolas prontas para receber os atletas. Com tanta beleza e estrutura, o difícil será sair de Barra Grande.

5. Atins – Maranhão

Se você gosta de desligar-se do mundo e curtir belas paisagens, Atins é o seu destino. A apenas 168 quilômetros de distância da capital São Luís, o lugar é tão preservado que os turistas esquecem até de olhar o celular. O Rio Preguiças, as belas Dunas e os pequenos lençóis maranhenses fisgam a atenção de todos. O velejo nessa região é inesquecível!

Como você viu, praticar kitesurf na Rota das Emoções é um verdadeiro sonho. O destino reúne condições favoráveis, imagens deslumbrantes e boa estrutura para a prática do esporte. Não é à toa que esses picos estão incluídos nos principais downwinds do país. Então não perca tempo e programe a sua visita, pois a partir de julho os ventos já começam a movimentar a região e sopram até o final de dezembro. Aproveite!

Gostou do texto? Então compartilhe-o nas redes sociais e receba companhia para essa aventura!

Você também pode gostar

Deixe um comentário