Turismo de natureza: quais são os diferentes tipos?

6 minutos para ler
Powered by Rock Convert

Tirar uns bons dias de férias para conhecer novos lugares, refrescar a cabeça do agito do dia a dia e se divertir é um dos momentos mais esperados por todos, não é mesmo? Nada como arrumar as malas e partir em busca de experiências e aventuras.

Muitas são as opções de locais para se visitar no país ou fora dele, e não faltam rotas de acordo com o que cada viajante deseja. O turismo de natureza, por exemplo, é uma modalidade de viagem que tem crescido muito no Brasil, agradando os mais diferentes tipos de pessoas. Segundo pesquisas realizadas, ele é tendência entre os destinos dos brasileiros para o ano de 2018.

Sabemos que Brasil é repleto de paisagens naturais, belas praias, rios e serras, ou seja, é um lugar perfeito para se investir em turismo de natureza — e engana-se quem pensa que a modalidade se resume apenas a trilhas, matos, encontro com animais e dificuldades nas hospedagens e alimentações.

Os serviços para esse tipo de turismo têm crescido e melhorado cada vez mais, proporcionando para o viajante uma incrível experiência no seu contato com a natureza. Além disso, não são só os atletas e os adeptos dos esportes que se dão bem em viagens desse estilo. O turismo de natureza é bom para todos, seja casais, famílias ou grupos de amigos.

Você já pensou em fazer uma viagem assim? Confira a seguir os tipos de turismo de natureza, escolha o que mais tem a ver com você e prepare-se para embarcar em grandes aventuras! 

Turismo de aventura

O turismo de aventura é a reunião de atividades que envolvem desafios, sendo uma experiência física e sensorial com risco controlado. Além disso, ao se desafiar limites, são proporcionadas sensações de liberdade e superação, o que torna o momento ainda mais prazeroso.

As atividades podem ser praticadas em ambientes naturais ou até mesmo em meios urbanos, uma vez que esse tipo de turismo busca contato com a natureza e também com o espaço utilizado pelos indivíduos.

Muitas são as práticas incluídas nessas viagens. A seguir, citamos algumas das principais: 

  • cavalgada;
  • rapel;
  • rafting (a prática radical é feita em equipe e acontece na descida de correntes de água, utilizando botes infláveis e equipamentos de segurança);
  • trekking (são as caminhadas feitas em meio à natureza, por um curto ou longo período);
  • kitesurf (neste esporte são utilizadas uma pipa e uma prancha, sendo que o praticante desliza na água em cima da prancha puxado pela pipa com a força dos ventos). 

Os lugares em que se pode praticar o turismo de aventura são diversos, mas, dentre os mais buscados no Brasil, estão Foz do Iguaçu, Chapada Diamantina, Lençóis Maranhenses e o estado do Nordeste como um todo.

Por fim, para quem procura por esse tipo de aventura, é recomendado fazer a Rota das Emoções — que, como o próprio nome diz, é repleta de emoção e experiências ao ar livre pelos estados nordestinos. Interessante, não?

Turismo sustentável

Uma viagem e todas as atividades que englobam essa prática, por vezes, causam danos e impactos negativos ao meio ambiente. Por esse motivo, o turismo sustentável tem como base a preservação dos recursos naturais presentes em cada local.

Esse tipo de turismo também estimula o desenvolvimento da sociedade com as práticas locais. Aqui, o viajante tem muita proximidade com a natureza e mantém o respeito à cultura do lugar se onde visita. A economia de recursos, preservação do meio e crescimento econômico da região são os pontos altos dessas viagens. 

Para quem vai se aventurar com o turismo sustentável, nada mais comum que nadar em rios preservados, ter contato com animais, andar por trilhas ecológicas, provar comidas típicas e caseiras e se hospedar em lugares que preservem a sustentabilidade com algumas ações — como fazer coleta seletiva ou utilizar energia solar. 

Entre os melhores lugares para se fazer turismo de natureza do tipo sustentável no Brasil, se destacam:

  • Bonito, em Mato Grosso do Sul, já eleito um dos destinos mais sustentáveis no país;
  • Lima Duarte e Serra do Ibitipoca, em Minas Gerais;
  • Reserva Mamirauá, em Manaus.

Ecoturismo

O ecoturismo é um segmento importante dentro do turismo de natureza, crescendo cada vez mais entre os viajantes. O Brasil tem um enorme potencial para esse tipo de atividade e muitos lugares são procurados para a prática.

Segundo o Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur), o ecoturismo utiliza de forma sustentável os patrimônios naturais e culturais do país, incentiva a conservação do local visitado e busca uma consciência ambientalista.

Aqui, são características principais as atividades de contato com a natureza, de observação de fauna e flora e, principalmente, de educação ambiental.

A possibilidade de sair dos grandes centros e se livrar um pouco da rotina e do estresse faz com que a modalidade seja bastante querida pelos viajantes. Contudo, é válido ressaltar que ela deve ser orientada, portanto, é fundamental contratar uma agência especializada ao planejar sua viagem.

Existem alguns ecoresorts que oferecem ações de contato com a natureza e representam boas opções de lazer e descanso, já que todas as atividades são de fácil acesso, tendo em vista que são promovidas pelo próprio local de hospedagem.

Pela quantidade de locais preservados e de imensa beleza em nosso país, muitos são os destinos dos adoradores do ecoturismo — como Jericoacoara, que traz uma viagem de pé na areia, além de suas famosas dunas. No local, é recomendada também a prática de esportes como surfe, kitesurf, windsurf e stand-up paddle.

Os Lençóis Maranhenses também são referência em ecoturismo no país, com cenários exuberantes e muita proximidade com a natureza. Já o Delta do Parnaíba, na divisa entre Piauí e Maranhão, conta com muitas ilhas e paisagens incríveis. Esse último destino faz parte de uma Área de Proteção Ambiental (APA) e da Rota das Emoções.

E então, ficou animado com as possibilidades de turismo de natureza? Deixe seu comentário no post falando sobre qual destino você mais gostou e qual rota já está pensando em fazer nas férias. Nos vemos na próxima viagem!

Você também pode gostar

2 thoughts on “Turismo de natureza: quais são os diferentes tipos?

Deixe um comentário