4 dicas para quem está viajando sozinho pela Rota das Emoções - Blog Rota das Emoções: O melhor sobre a Rota das Emoções
4 dicas para quem está viajando sozinho pela Rota das Emoções

Já pensou em arrumar as malas ou botar a mochila nas costas rumo a um novo destino, sem a companhia de ninguém? Sem dúvidas, o desejo de se aventurar desacompanhado país afora possibilita um ganho pessoal incrível, além de momentos surpreendentes. E se você estiver viajando sozinho pela Rota das Emoções?

Nesse caso, tenha a certeza de que a experiência será ainda mais enriquecedora. Não é à toa que muita gente mandou o receio para os ares para realizar esse sonho. É claro que a decisão exige cuidados, mas se você deixar os detalhes nas mãos de uma agência renomada, tudo ficará mais fácil.

Neste post, vamos mostrar quais são as vantagens de viajar sozinho e dar 4 dicas-chave para quem deseja percorrer a Rota das Emoções desacompanhado. Veja!

Quais as vantagens de viajar sozinho?

Adquirir confiança ao se deparar com situações inesperadas é uma das vantagens de viajar sozinho. O que fazer, por exemplo, se você se perder em um lugar? E se tiver que mudar os planos por algum imprevisto? Essas questões fazem a gente amadurecer e aprender a se virar sem depender de ninguém.

Inclusive, ao viajar sozinho, você terá a oportunidade de descobrir e redescobrir coisas novas sobre si, já que em algum momento sentirá a necessidade de refletir sobre a própria vida. Pois é, quem diria que embarcar em uma viagem desacompanhado abre caminhos para se conhecer melhor?

Nessa aventura sem-par, você também estará muito mais receptivo e aberto a conhecer pessoas, por isso, as chances de fazer novos amigos serão muito maiores. Além disso, terá liberdade para ir aonde desejar e na hora em que desejar. Por essas e outras razões, muita gente não abre mão de se aventurar sozinho Brasil afora. Já pensou nisso?

O que fazer se estiver viajando sozinho pela Rota das Emoções?

Quem está viajando sozinho pela Rota das Emoções, não pode deixar de conferir as dicas que separamos para aproveitar ao máximo a viagem. Anote!

1. Elabore um roteiro

A Rota das Emoções é formada por 14 municípios situados nos estados do Ceará, Piauí e Maranhão. Por lá, você verá praias belíssimas e surpreendentes e vai usufruir de atrativos que proporcionarão experiências para serem levadas por toda a vida.

Por ser uma região extensa e cheia de peculiaridades, é fundamental elaborar um roteiro para aproveitar o período da forma que você merece. Uma dica é iniciar a viagem pelo Ceará ou Maranhão, já que o Piauí está localizado entre os dois estados. Assim, é possível livrar-se de deslocamentos desnecessários.

Se tiver dúvidas ou preferir contratar os serviços de uma empresa para montar o roteiro, conte com o auxílio de uma agência especializada na Rota das Emoções. Para muitos viajantes, essa é a maneira mais prática de garantir uma viagem tranquila e perfeita. E então, o que acha da sugestão?

2. Aproveite os atrativos

Cheia de atrativos, a Rota das Emoções é, sem dúvida, um dos melhores investimentos para pessoas que buscam conhecer lugares incríveis. Ao viajar sozinho, então, você terá a liberdade de desfrutar deles como quiser e na hora em que desejar.

Em Jericoacoara, por exemplo, há um divertido passeio de buggy para as lagoas. Tire um tempo, também, para conhecer a vila de Jeri e acompanhar o cotidiano dos pescadores. No fim do dia, aproveite e assista ao exuberante pôr do sol nas dunas.

Já no Piauí, visite o surpreendente e encantador Delta do Parnaíba, um arquipélago com mais de 70 ilhas e 2.700 quilômetros quadrados de área. Além das praias de dunas claras e lagoas de água doce, por lá você pode observar a incrível revoada dos guarás e até mesmo conhecer o exuberante cânion do Rio Poty, situado a alguns quilômetros ao sul.

No Maranhão, além dos lençóis — que são um espetáculo à parte —, vá até Barreirinhas e faça um passeio de barco pelo Rio Preguiça. Se você se planejar com antecedência, poderá apreciar também o Farol de Mandacarú, além de Vassouras, onde está localizado o Porto dos Macacos. A paisagem é singular e encantadora.

3. Contrate o serviço de transfer para fazer os passeios

Se você quer toda a tranquilidade e segurança para realizar os seus passeios, indicamos a contratação de um serviço de transfer confiável. Afinal de contas, esse apoio é fundamental para o viajante que está sozinho na região e torna tudo mais prático.

Além disso, ao optar por uma empresa de passeios e traslados de referência, você terá todo o conforto que precisa e merece para curtir os momentos de lazer e apreciar a paisagem por onde passa. Para simplificar a contratação, verifique se ela é parceira da agência com a qual você está adquirindo sua viagem, combinado?

4. Conheça lugares históricos e pratique atividades ao ar livre

Quem já visitou a região sabe: há muito o que fazer e conhecer na Rota das Emoções. Então, não deixe de desfrutar das riquezas desse local exuberante situado no nordeste brasileiro. Seja para relaxar, seja para exercitar o corpo ou, ainda, adquirir conhecimento, essa área litorânea proporciona experiências únicas aos turistas.

Barra Grande (PI), por exemplo, é rota dos ventos alísios, logo, é ideal para a prática do kitesurf. Já em Atins (MA), além do kite, um dos principais atrativos são os passeios de quadriciclo, que elevam a adrenalina dos turistas mais aventureiros. Para quem viaja sozinho, é uma ótima oportunidade de interagir com as pessoas.

Por sua vez, quem decide ir até a capital maranhense tem a chance de deparar-se com casarões coloniais de arquitetura lusitana. São Luís conta com o maior acervo do país, sendo o seu centro histórico tombado como Patrimônio Cultural da Humanidade pela Unesco. Isso sem falar em sua rica gastronomia e seus artesanatos de bom gosto.

O último conselho para quem está viajando sozinho pela Rota das Emoções é aproveitar ao máximo as alternativas oferecidas para tornar a experiência mais enriquecedora. No fim das contas, você vai perceber que não está só, pois terá a própria companhia, fará novos amigos e estará cercado de belas paisagens por onde olhar.

E então, está convencido de que há viagens para fazer sozinho das quais não podemos abrir mão? Aproveite que chegou até aqui e descubra, agora mesmo, como organizar um mochilão na Rota das Emoções!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Share This