Ecoturismo: 5 motivos para praticar

Ecoturismo: 5 motivos para praticar
10 minutos para ler

De acordo com o documento “Diretrizes para uma Política Nacional de Ecoturismo”, elaborado pelo grupo de trabalho interministerial Ministério da Indústria, do Comércio e do Turismo, Ministério do Meio Ambiente, dos Recursos Hídricos e da Amazônia Legal, em parceria com Embratur e Ibama, em 1994, ecoturismo é:

um segmento da atividade turística que utiliza, de forma sustentável, o patrimônio natural e cultural, incentiva sua conservação e busca a formação de uma consciência ambientalista por meio da interpretação do ambiente, promovendo o bem-estar das populações”.

Essa é uma definição semelhante e alinhada à dada pela Sociedade Internacional de Ecoturismo (TIES), a qual orienta que “Ecoturismo é uma viagem responsável a áreas naturais, visando preservar o meio ambiente e promover o bem-estar da população local”.

De forma prática e resumida, podemos dizer que se trata de um tipo de turismo no qual o viajante tem contato direto com a natureza, ao mesmo tempo em que aprende mais sobre ela e a preserva.

Seguindo esse conceito, inúmeros lugares no Brasil podem ser visitados, tais como Chapada dos Veadeiros, Fernando de Noronha, Chapada Diamantina e os Lençóis Maranhenses, que faz parte da Rota das Emoções.

Atividades a serem praticadas em lugares como esses também não faltam. Alguns bons exemplos são arvorismo, trilhas, voos de parapente, canoagem, rafting, entre outros.

Por isso, se você está procurando por uma aventura incrível, em lugares paradisíacos e com uma beleza natural inesquecível, o ecoturismo, definitivamente, é a melhor opção!

Quer saber mais sobre esse tipo de viagem? Então continue a leitura deste artigo e confira, em detalhes, o que é ecoturismo, quais os seus benefícios e 5 motivos pelos quais você deve praticá-lo.

O que é ecoturismo?

O que é ecoturismo?

Ecoturismo, que também é chamado de turismo da natureza ou de turismo ecológico, é uma modalidade turística que tem por objetivo colocar os viajantes em contato direto com a natureza, ao mesmo tempo em que a preserva.

Fundamentado em conceitos como educação, sustentabilidade e conservação, o ecoturismo possibilita que os turistas visitem, conheçam e realizem diversas atividades que estão ligadas à natureza, mas sempre cuidando e preservando o meio ambiente.

Esse tipo de turismo une o patrimônio cultural e natural das regiões e os apresenta aos viajantes de maneira sustentável, de uma forma repleta de conhecimento e conexão com a natureza e com a população (humana, animal e vegetal) que lá vive.

Como surgiu o ecoturismo?

Os primeiros movimentos com esse formato surgiram, de forma mundial, nos anos de 1970, como uma resposta à preocupação com a degradação do meio ambiente, especialmente as provocadas pelo turismo em massa.

No Brasil, o ecoturismo deu os seus passos iniciais em 1985, introduzido pela Embratur, Instituto Brasileiro de Turismo, por meio do Projeto Turismo Ecológico. Dois anos depois, houve a primeira intenção de regulamentar o segmento, criando-se assim a Comissão Técnica Nacional. 

Mas o que chamou a atenção para essa modalidade turística foi o Rio 92, ou Conferência Eco-92, Conferência das Nações Unidas sobre meio ambiente e desenvolvimento realizada no Rio de Janeiro.

Já em 1994, com a publicação das Diretrizes para uma Política Nacional de Ecoturismo, a qual citamos no início deste artigo, foi que houve a conceituação e a denominação dessa vertente turística.

Qual a importância desse tipo de turismo?

Qual a importância desse tipo de turismo?

O ecoturismo é importante para movimentar a economia nacional, especialmente das regiões que vivem exclusivamente, ou quase que exclusivamente, do turismo.

Ele também é o responsável por gerar inúmeros postos de trabalho, contribuindo para o sustento de muitas famílias que moram nas regiões onde esse tipo de turismo é realizado.

Esse conceito chama a atenção para diferentes lugares do Brasil, o que colabora para que recebam incentivos econômicos a serem utilizados para a sua conservação, valorização e preservação do patrimônio cultural e natural.

Mas não apenas a parte financeira é beneficiada pelo ecoturismo. Na verdade, o ponto mais importante e alicerce desse conceito é a preservação da natureza.

O ecoturismo eleva o nível de conscientização dos moradores e dos visitantes dos lugares, ressaltando que é possível explorar as belezas naturais do nosso país sem prejudicá-las ou até destruí-las. 

Na prática, essa modalidade turística visa contribuir para a preservação das regiões visitadas, por meio da valorização, do respeito, da harmonia e da integração das pessoas com a natureza.

Quais são os benefícios do ecoturismo?

Um dos principais benefícios do ecoturismo é o desenvolvimento sustentável. Essa prática possibilita que diversas regiões do Brasil sejam exploradas sem agredi-las ou impactar o seu fluxo natural de evolução.

Por serem regiões que atraem inúmeros visitantes e, com isso, geram importante movimentação financeira para o local e para o país, a tendência é que a preservação do meio ambiente desses lugares seja evidenciada e aumentada.

Em resumo, a ideia é garantir que o local permaneça o mais intacto possível para que mais pessoas tenham a chance de conhecê-lo.

Para os turistas, os benefícios do ecoturismo também são diversos. Além de sair da rotina agitada das grandes cidades, os viajantes têm a chance de conhecer e explorar cidades que contam com uma beleza natural única e de tirar o fôlego.

A grande vantagem é que não ficarão apenas admirando de longe. Nessa modalidade turística, as pessoas realmente são colocadas em contato direto com a natureza, sentindo-a e vivendo todas as experiências, sensações e emoções que somente ela pode nos dar.

Por que você deve praticar ecoturismo? 5 motivos!

Por que você deve praticar ecoturismo? 5 motivos!

Que você ficará em contato com a natureza, de um modo nunca antes vivido, isso já deve ter ficado bem claro, certo? 

Talvez apenas essa percepção já seja suficiente para convencer você a praticar o ecoturismo, o que realmente é está entre os principais motivos que levam as pessoas a fazerem esse tipo de viagem.

Porém, podemos listar mais algumas razões pelas quais esse tipo de turismo é tão atrativo e tem chamado cada dia mais a atenção dos viajantes. 

Entre as que mais se destacam estão:

  • possibilidade de explorar regiões incríveis sem precisar sair do país;
  • chance de praticar esportes não habituais;
  • aumento da conscientização ambiental individual e coletiva;
  • apoio à preservação do meio ambiente nacional;
  • contribuição com a parte econômica da região.

1. Possibilidade de explorar regiões incríveis sem precisar sair do país

Não há dúvidas que o Brasil é um país rico em belezas naturais, concorda? Tanto que inúmeros turistas estrangeiros nos visitam, todos os anos, a fim de conhecerem especialmente as nossas praias e de viverem dias sob o nosso clima tropical.

O “Estudo da Demanda Turística Internacional 2019”, do Ministério do Turismo, revelou que 98,1% dos turistas entrevistados recomendariam que outras pessoas visitassem o nosso país.

E quanto aos brasileiros? Há essa percepção interna das nossas maravilhas? Segundo o Boletim do Turismo Doméstico Brasileiro – 3º trimestre de 2019, sim. O estudo analisou 21,4 milhões de viagens e constatou que 96,1% foram para dentro do Brasil.

Entre os motivos que levam os brasileiros a fazerem viagens pessoais e de lazer no nosso país, a natureza, o ecoturismo e/ou a aventura foram apontados por 25,6% dos entrevistados.

Mas falando especificamente sobre o ecoturismo, há inúmeros lugares que você pode visitar. Veja alguns exemplos:

  • Chapada Diamantina, Bahia;
  • Bonito, Mato Grosso do Sul;
  • Fernando de Noronha, Pernambuco;
  • Chapada dos Veadeiros, Goiás;
  • Chapada dos Guimarães, Mato Grosso;
  • Chapada das Mesas, Maranhão;
  • Serra da Capivara, Piauí;
  • Praia da Pipa, Rio Grande do Norte;
  • Gruta da Lagoa Azul, Mato Grosso;
  • Alto Caparaó, Minas Gerais;
  • Brotas, São Paulo;
  • Canela, Rio Grande do Sul;
  • Aparados da Serra/Serra Geral, Rio Grande do Sul;
  • Pantanal, Mato Grosso/Mato Grosso do Sul;
  • Ilhabela, São Paulo;
  • Serra do Tepequém, Roraima;
  • Jalapão, Tocantins;
  • Itacaré, Bahia;
  • Foz do Iguaçu, Paraná;
  • Jericoacoara, Ceará;
  • Lençóis Maranhense, Maranhão;
  • Delta de Parnaíba, Piauí.

Essas três últimas regiões, inclusive, fazem parte da lista de lugares para se conhecer na Rota das Emoções, que passa pelo Maranhão, Piauí e Ceará.

Caso ainda não conheça, a Rota das Emoções é um roteiro de viagens criado pelo Ministério do Turismo com o objetivo de incentivar o turismo nas regiões que a contempla.

Dica de leitura: “Rota das Emoções: Destinos de Viagem Perfeitos

2. Chance de praticar esportes não habituais

O ecoturismo é perfeito para quem gosta de aventuras e de viver novas experiências. Para os amantes de esportes então, incluindo os radicais, é um “prato cheio”.

Na lista de principais atividades que podem ser realizadas em uma viagem de ecoturismo estão:

  • tirolesa;
  • arvorismo;
  • cicloturismo;
  • trekking (trilha);
  • parapente;
  • asa-delta;
  • canoagem;
  • canionismo;
  • rafting.

Para quem aprecia programas com um pouco menos de adrenalina, há a opção de fazer observação de aves e turismo geológico, com visitação a cavernas, grutas, montanhas etc.

3. Aumento da conscientização ambiental individual e coletiva

Como dissemos algumas vezes ao longo deste artigo, o ecoturismo é pautado na preservação ambiental, na sustentabilidade e na conscientização sobre a importância de cuidar da natureza.

Quando um turista usufrui de um roteiro de viagem com essas bases, ele tem a chance de explorar regiões com riquezas naturais incríveis, porém, sem afetá-las negativamente.

Isso acontece porque todas as atividades são pensadas de modo que os visitantes possam se divertir e aprender, mas dentro de limites que colaboram com o meio ambiente.

Com isso, a conscientização ambiental de cada um aumenta, conceito que se expande para outras pessoas, dando continuidade a esse tipo de turismo.

4. Apoio à preservação do meio ambiente nacional

Seguindo o mesmo princípio, quem pratica ecoturismo tem uma participação extremamente importante na preservação do meio ambiente nacional.  

A escolha desse formato turístico mostra respeito e cuidado com a natureza e com os moradores da região visitada.

5. Contribuição com a parte econômica da região.

E assim como dito antes, é uma maneira de visitar lugares incríveis, inesquecíveis e de, paralelo a isso, contribuir para o desenvolvimento econômico da região, gerando diversos empregos e rendas para os habitantes do local.

Como a ECO Adventure pode ajudar?

Como a ECO Adventure pode ajudar?

Achou tudo isso interessante? Então que tal se aventurar por alguns dos lugares incríveis que citamos? A ECO Adventure vai ajudar você nessa viagem!

A ECO Adventure é pioneira em passeios turísticos para os estados do Ceará, Piauí e Maranhão, especialmente para a Rota das Emoções (Jericoacoara, Delta de Parnaíba e Lençóis Maranhenses).

Nossos modelos turísticos incluem ecoturismo e aventura, com pacotes e passeios customizados para você!

Quer praticar trekking, kite e wind surf? Nós levamos você para lugares como Fortaleza, Teresina e Barra Grande para a fazer esses esportes.

Está em lua de mel? Temos diversos pacotes para a Rota das Emoções com diferentes roteiros e passeios.

Acesse agora mesmo o site da ECO Adventure, confira todos os nossos serviços, converse com um dos nossos agentes e feche uma viagem inesquecível!

Você também pode gostar

Deixe um comentário